quarta-feira, 23 de setembro de 2009

PROJETO DE POESIA










Escola é
... o lugar que se faz amigos.
Não se trata só de prédios, salas, quadros
Programas, horários, conceitos...
Escola é sobretudo, gente
Gente que trabalha, que estuda
Que alegra, se conhece, se estima.
O Diretor é gente,
O coordenador é gente,
O professor é gente,
O aluno é gente,
Cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
Na medida em que cada um se comporte
Como colega, amigo, irmão.
Nada de “ilha cercada de gente por todos os lados”
Nada de conviver com as pessoas e depois,
Descobrir que não tem amizade a ninguém.
Nada de ser como tijolo que forma a parede, Indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar,
É também criar laços de amizade, É criar ambiente de camaradagem,
É conviver, é se “amarrar nela”!
Ora é lógico...
Numa escola assim vai ser fácil! Estudar, trabalhar, crescer,
Fazer amigos, educar-se, ser feliz.
É por aqui que podemos começar a melhorar o mundo.

Paulo Freire.






Escola Municipal São Pedro
CNPJ 01-935-732/ 0001-36, INEP: 29064031
Endereço: Rua Xique-Xique, nº 150
Fone: (74) 3641-3637
E-mail: sp.pertodoceu@yahoo.com.br
Professores: Maria Gouveia, Gildete, Graciene, Roseli, Marinez, Djanira, Josy e Chicao.
Direção: Aroldo e Marilucia
Coordenação Pedagogica: Giselda Monteiro
Tema: Poesia
Titulo: Aprendo com poesias.




Introdução:

Poesia o que é afinal?
Segundo a inciclopedia livre wikipédia “A poesia, ou gênero lírico, ou lírica é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos. “Poesia, segundo o modo de falar comum, quer dizer duas coisas. A arte, que a ensina, e a obra feita com a arte; a arte é a poesia, a obra poema, o poeta o artífice.”[1] O sentido da mensagem poética também pode ser importante (principalmente se o poema for em louvor de algo ou alguém, ou o contrário: também existe poesia satírica), ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético. A poesia compreende aspetos metafísicos (no sentido de sua imaterialidade) e da possibilidade de esses elementos transcenderem ao mundo fático. Esse é o terreno que compete verdadeiramente ao poeta.
Num contexto mais alargado, a poesia aparece também identificada com a própria arte, o que tem razão de ser já que qualquer arte é, também, uma forma de linguagem (ainda que, não necessariamente, verbal).
A poesia, no seu sentido mais restrito, parte da linguagem verbal e, através de uma atitude criativa, transfigura-a da sua forma mais corrente e usual (a prosa), ao usar determinados recursos formais. Em termos gerais, a poesia é predominantemente oral - mesmo quando aparece escrita, a oralidade aparece sempre como referência quase obrigatória, aproximando muitas vezes esta arte da música.”
Já o poema segundo a mesma enciclopédia é uma obra literária apresentada geralmente em verso e estrofes(ainda que possa existir prosa poética, assim designada pelo uso de temas específicos e de figuras de estilo próprias da poesia). Efectivamente, existe uma diferença entre poesia e poema. Este último, segundo vários autores, é uma obra em verso com características poéticas. Ou seja, enquanto o poema é um objecto literário com existência material concreta, a poesia tem um caráter imaterial e transcendente.
Fortemente relacionado com a música, a poesia tem as suas raízes históricas nas letras de acompanhamento de peças musicais. Até a Idade Média, a poesia era cantada. Só depois o texto foi separado do acompanhamento musical. Tal como na música, o ritmo tem uma importância fulcral.
O fato é que poesia, apesar de ser complexo no seu contexto mais amplo, é um gênero que desperta gosto pela leitura e pela produção, encantamento e magia.
È pensando nesse encantamento, nesse entusiasmo em ler e escrever poesia, que a Escola Municipal São Pedro, está procurando através desse projeto proporcionar atividades que dêem espaço para que as crianças possam ler, criar, compreender, aprender e brincar com a magia que existe nas poesias.

Justificativa:

Este Projeto surgiu da necessidade de se trabalhar com poesias para que os alunos matriculados no 1º ciclo do ensino fundamental I possam participar mais ativamente do Concurso Literário que é oferecido pela SEC a todos os alunos regularmente matriculados na Rede Publica Municipal de Ensino.
Além de Proporcionar para as crianças momentos de aprendizagem e construção de saberes; pois a poesia, possui, em muitos casos rimas e muito encantamento, o que facilita a alfabetização e desperta o gosto pela leitura e envolvimento com as atividade propostas.
Objetivo geral:
O objetivo de se trabalhar a poesia em sala é o de estimular a oralidade, a criatividade e a reflexão a respeito de fatos da vida de cada aluno. E através desse contato estimular a escrita de poesias, recitais e atividades pedagógicas que proporcionem conhecimento e descobertas a cerca do gênero.

Objetivos específicos:

• Ler poesias
• Recitar poesias;
• Propiciar vivências que favoreçam a utilização das poesias como elementos sedutores à formação do leitor;
• Usar linguagem poética no cotidiano da escola; ( em leituras, apresentações, recitais);
• Perceber a especificidade da linguagem poética em contraposição a de outros tipos de textos;
• Realizar um recital de poesias com os alunos dos grupos 06, 07 e 08;
• Escrever poesias;
• Organizar um livro de poesia com as poesias escrita por cada turma;
• Incentivar a prática de leitura;
• Possibilitar as crianças envolvidas no Projeto, assim como os demais alunos da escola uma leitura crítica das poesias, compreendendo o seu contexto, dando a oportunidade de refletir e aprimorar esse gênero textual;
• Estimular a criação de atividades e recursos que viabilizem a utilização da literatura infantil (poesias) no contexto escolar.
• Realizar pesquisas acerca do conteúdo (poesias);
• Estudar a biografia de alguns autores
• Conhecer alguns escritores de poesias de nossa região;
• Estimular o ato de escutar;
• Avaliar o envolvimento e compreensão dos alunos acerca do gênero;
• Ter acesso a esse tipo de texto;



ETAPAS A SEREM DESENVOLVIDAS:

• Levantamento de dados sobre a necessidade quanto ao aceso a leitura de poesias;
• Discussão com a equipe escolar sobre a elaboração do projeto, mediante as necessidades encontradas;
• Apresentação do Projeto para os alunos;
• Desenvolvimento das atividades pensadas para execução dentro do projeto, que proporcionem momentos de leitura de poesias;
• Avaliação sobre os aspectos que o Projeto contribuí para a aprendizagem dos alunos (por grupo);
• Socialização dos rendimentos (e não rendimentos) no decorrer do desenvolvimento do Projeto;
• Apresentações teatrais, recitais e dramatizações de poesias;

• Avaliação constante das atividades realizadas dentro do Projeto e seus reflexos na/para a aprendizagem do educando, tendo a avaliação como ponto de partida para um recomeço do que não foi satisfatório;









ATIVIDADES PROPOSTAS:

• Selecionar materiais disponíveis na Escola e Secretaria de Educação para elaboração e uso do/no Projeto;
• Criar um banco de texto com poesias;
• Proporcionar momentos de leituras compartilhadas, individuais ou coletivas no início da aula com poesias;
• Elaborar atividade que envolva esta tipologia;
• Leituras feitas pelo professor e pelos alunos com esse gênero textual;
• Rodas de leituras para a socialização dessa tipologia;
• Escrita coletiva de poesias com o tema sugerido para o concurso literário;
• Pesquisas e discussões acerca de determinados autores estudados ou de suas preferências;
• Acompanhamento do Projeto através de fichas de avaliação, relatos e auto-avaliação;
• Escrever e revisar textos (poesias) para possíveis publicações de livrinhos produzidos pelos alunos;
• Escolher o melhor texto produzido de cada sala para participar do Concurso Literário;
• Convidar poetas da região para realizar um recital de poesias;
• Realizar uma recital de poesias com apresentações feitas pelos alunos de cada turma;



MATERIAIS UTILIZADOS:

Livros, jornais, revistas, panfletos, cartazes, gibis, Recursos áudio visuais, material individual do aluno, recursos paradidáticos, banco de poesias...






METODOLOGIA:

Este projeto nasceu da necessidade de inserir poesias para os alunos do ensino fundamental I, com a finalidade de produzir textos poético para participar da seleção do Concurso literário.
Sua metodologia baseia-se no estudo preliminar desse dessa tipologia, na discussão do gênero com cada grupo de aluno, na leitura, escrita e apresentação do resultado obtido com o projeto de poesias, além de pretender despertar o interesse pela literatura e escrita de poesia; bem como subsidiar os professores e todo o grupo escolar sobre a importância da poesia no desenvolvimento cultural e intelectual da criança.




AVALIAÇÃO:

A avaliação será realizada no decorrer do projeto através de fichas de observação da participação e envolvimento do grupo e de cada aluno nas atividades realizadas, e também através de avaliações escritas das atividades propostas envolvendo essa tipologia textual.
Instrumentos de avaliação:
Observação com fichas:
Fichas de Auto- avaliação:
Provas individuais:


EMBASAMENTO TEÓRICO:

É de conhecimento de todos a importância da leitura como mecanismo para o desenvolvimento da cultura de um povo, pois é através dela que se adquire conhecimento e se desenvolve o senso crítico. Acredita-se que o estudo e o desenvolvimento de poesias próprias, que retratam a realidade local, podem servir de estímulo para a leitura e escrita, principalmente para as crianças que se encontram em idade propicia a desenvolver estratégias próprias para adquirir o conhecimento de maneira e lúdica e significativa, adquirindo assim o habito da leitura.
O cotidiano das crianças que freqüentam a escola Municipal São Pedro, ainda é desprovido de leitura, sobre tudo a leitura de poesia; ainda existe um grande de números de pais e alunos que não demonstram interesse pela leitura.
As escolas hoje vivem o enorme desafio de proporcionar ao conjunto das crianças brasileiras o domínio da linguagem culta – que é uma das tarefas precípuas da escola –, sendo que boa parte das crianças não procede de grupos sociais que a praticam ou mesmo a valorizam.
Elas podem conviver com a palavra escrita em seu cotidiano, o que é próprio da vida urbana, mas poucas são as que convivem com a palavra impressa, especialmente em livros.

O ATO DE LER

“ O conceito de leitura tem sido muito discutido, uma vez que se tornou tema de interesse de pesquisadores em muitas áreas, como a Lingüística, a Psicologia do Desenvolvimento e a História.6 No tocante a este trabalho, entendemos que ler é construir significados, ou seja, a leitura é um processo mediante o qual se compreende a linguagem escrita, sendo o leitor um sujeito ativo que interage com o texto. Portanto, quando pensamos na leitura com finalidade pedagógica, só podemos dizer que ela foi eficiente se resultar em aprendizagem significativa. Isto ocorre porque, ao ler, acionamos os conhecimentos prévios8 de que dispomos, sejam sobre o mesmo assunto ou de algo que nos parece relacionado, de modo que possamos atribuir significados às palavras, às frases e aos parágrafos que lemos. “Ancoramos” as novas informações ao repertório de conhecimentos de que já dispomos, ampliando-o e/ou transformando o qualitativamente. À medida que avançamos pelos parágrafos, vamos realizando uma grande quantidade de operações mentais, de modo que possamos continuar a leitura. Caso as barreiras pareçam por demais difíceis, recorremos a um outro texto, que nos sirva de “facilitador”, ou a uma outra alternativa que nos pareça melhor (o que inclui até mesmo o abandono da leitura).
Faremos uso, assim, de um conjunto de estratégias de leitura, de modo a atingir nossos objetivos. “
http://www.scielo.br/pdf/his/v23n1-2/a05v2312.pdf

Este projeto visa buscar melhores estratégias para um trabalho em sala de aula, oportunizando aos alunos melhor aproveitamento dos conteúdos e leituras oferecidas pelo professor para uma aprendizagem mais significativa.
A poesias nos fala de magia e de sonhos, a poesia consegue tornar visível algo abstrato como os sentimentos, em realidades quase palpáveis.
Uma das formas mais representativas da poesia é o lirismo que não é mais do que a expressão do "eu".
Aí, o poeta fala do que sente; revela-nos o seu estado de espírito, de um modo que é estranho ao homem em geral, que muitas vezes é tomado pelos mesmos sentimentos e sensações, mas que não é capaz de os revelar da mesma forma. Aliás, como o são os sentimentos, a poesia não é regida por um modelo generalizado: cada poeta tem a sua forma, o seu estilo, o seu método de escrever...
O poeta poderá também apresentar como tema aquilo que o rodeia. Interioriza o que lhe é externo e trata-o de uma forma sentida, expondo o resultado, de um modo geral, completamente transformado, à sua maneira: revela um mundo criado por si a partir de um mundo que lhe passa ao lado.
É uma arte; é um dom que só alguns possuem. É conseguir fazer chorar a partir de um motivo para rir. É tão somente viver poesia.
Esperamos com as atividades propostas neste projeto conseguir extrair dessas crianças, o despertar pela leitura e produção de poesias, além de proporcionar momento de aprendizagem e entretenimento através do brincar com as poesias.

REFERÊNCIAS:

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. Ed. Cortez

http://revistaescola.abril.com.br/edicoes-impressas/224.shtml

http://revistaescola.abril.com.br/edicoes/0150/aberto/mt_245435.shtml

http://revistaescola.abril.com.br/edicoes/0149/aberto/mt_245711.shtml

http://migo1.tripod.com/oque_e.html

SOLE, Isabel. Estratégias de leituras. 6ª Ed. Porto Alegre. Artmed 1998.

Projeto de Leitura e escrita: Na trilha do Conhecimento Descobrindo Novos Mundos através da leitura.

2 comentários:

  1. Olá Giselda, gostei muito da sua idéia! parabéns! Continue acreditando que vc pode assim como tantos professore que são loucos pela educação. Manoel Pessanha
    Manaus. AM

    ResponderExcluir